1º Mostra Virtual
Exposição Individual
"Trazos Andinos"

Liesel Cerna

Callao, uma província litorânea do Peru. Possui o principal porto e aeroporto do país, é o berço de Liesel, onde passou a primeira infância. Posteriormente, mudou-se para o distrito San Martin de Porres, na cidade de Lima. O pai dela construiu uma casa, com um jardim grande, no quintal do fundo. Esse era o mundo dela, lugar que passaria boa parte do tempo, amava brincar e desenhava todos os bichinhos e plantas, que habitavam nele. Assim também criava personagens,
interagindo com os mesmos.

Na escola destacava-se pelas habilidades de desenhar e participou de um concurso de
tema livre, no qual obteve o primeiro lugar. O prêmio foi representar o desenho em uma das paredes da escola. Para isso, contou com a ajuda de amigas chegadas da mesma sala dela, com as quais, ainda mantém muita comunicação.
Depois do término do ensino médio ficou inviável dar continuidade ao estudo de Arte,por conta de situação financeira familiar. Então, tomou a decisão de estudar Desenho Técnico,destacando-se, novamente na turma de classe. Após a formatura do curso citado, trabalhou nasmelhores empresas do setor de plástico, no Departamento de Desenho. Nessa empresa conheceuo Amor da vida dela. Em 2010 selou o compromisso com ele, por meio do matrimônio. Nestanova etapa, já com a situação financeira mais equilibrada, dedicou parte do tempo, para voltar a

desenhar e pintar. Aprendeu de forma autodidata, as técnicas de pintura com acrílico, pirogravado
e alto relevo em folhas de alumínio.

Em 2013 mudou-se para a bela cidade de Ilha Solteira no Estado de São Paulo- Brasil.
Em 2014 entrou no Curso de Licenciatura em Física, na UNESP, campus de Ilha Solteira – SP.
Em 2017 formou-se, destacando-se com o mérito de primeiro lugar da turma. Entretanto, o mundo
colorido da Arte de desenhar sempre se fazia presente, mesmo que como um hobby.
Em 2018 tornou-se mamãe de Margarita, a luz dos olhos dela. Após o nascimento da
filha, precisou de meio ano para carregar energias e preparar-se para o Mestrado. Na metade de
esse ano iniciou o mestrado, em Ciências dos Materiais, já com um artigo publicado em revista.
2020 foi um ano de mudanças para ela em todo sentido, motivada por mostrar mais a
Arte, que até então esmerava-se em fazer, para presentear. Tomou a decisão de dedicar mais
tempo à elaboração de quadros e postagens em redes sociais. Com isso, vários comentários
positivos foram feitos para as obras e boas críticas, para até aprimoramento de técnicas e materiais
utilizados, os quais foram e são muito válidos, para uma Artista nata, que tem traços dos
verdadeiros valores que importam, como sensibilidade, respeito e gratidão, dentre outros. E, no
delinear da trajetória artística dela é perceptível uma aquisição e um imprimir gradativo da junção
do ser humano ímpar mais a artista, que ela é, a qual sempre recebe com alegria e carinho, as
opiniões de outros, que como ela demonstram, expressam, por meio da Arte, a riqueza de se olhar
para tudo, não vendo somente a aparência, mas sim, a Essência. No final de esse ano mudou-se
para Nova Marabá, no Estado do Pará, acompanhando o esposo, por motivos de Trabalho. Reside,
atualmente, lá.
No trabalho de ela, as raízes andinas sempre se fazem presentes, nas cores vivas, fortes e
alegres, nas obras, resgatando e ao mesmo tempo atualizando, aos olhares mais aguçados ou
àqueles, somente contemplativos, facetas dessa riquíssima tradição. Algumas formas geométricas podem ser observadas, assim como os detalhes que dão originalidade ao trabalho da
artista.

nos visite