1º Mostra Virtual
Exposição Individual
"Tramas e Sonhos"

ALMIRA REUTER

Ayreuter, assinatura artística de Almira Reuter de Miranda, é uma pintora
expressionista, mais conhecida por Almira Reuter. Destaca-se como uma das pintoras
mais premiadas do Estado do Mato Grosso, é Mineira de Nanuque, foi criada entre a
Bahia e Minas Gerais. Autodidata, nunca frequentou academia, tampouco estudou
técnicas de pintura. Nos anos 60, mudou-se para Cárceres (MT), depois seguiu para
Cuiabá (MT), onde foi reconhecida por apreciadores e críticos de arte de renome como
Aline Figueredo, João Spineli e José Serafim Betoloto. No ano 2000 realizou uma
exposição individual intitulada “Reminiscências de Cuyabá”, um destaque que ganhou
uma tiragem 15 mil cartões telefônicos com as telas da exposição. Foi citada como
referência na obra “Incomum” de Jacob Klintowitz.

Realizou exposições no Brasil e
exterior, expôs no Itaú Galeria, em Goiania (GO), em Londres, e participou da Art Expo
New York na Ava Galleria, destacou-se em salões e ganhou inúmeros prêmios entre
eles um prêmio da FUNARTE intitulado “Obras Primas” que contemplou uma
exposição na FUNARTE em Brasilia. É pioneira na pintura sobre acetato, uma técnica
muito complicada que reluz as pinceladas expressionistas da artista. É como se fosse
uma aquarela sobre o tecido. A artista já experimentou diversas técnicas e materiais
como saco de estopa, seda, chitão, filó, barbante, aço, papel, metal, barro, tecido,
também fez escultura, instalação e criou bonecos de pano dentre outros elementos
que ganham vida e forma nas em suas mãos criativas e fiel aos sentimentos da artista.
Almira busca se reinventar a cada dia sem perder sua caligrafia, já trabalhou temáticas
como drogas, política e corrupção. Atualmente mora em Salvador, Bahia onde se inova
e começa a uma nova fase com a pintura digital e bordados.

EXPOSIÇÕES, SALÕES E PRÊMIOS

Almira Reuter – Artista autodidata
2014 – Coletiva “Barbosa, um goleiro no imaginário popular (MUNCAB) em Salvador
2014 – Performance na Arena Cultural, em Cuiabá. MT 2014 – Coletiva “Gatos”, na
2014 – Coletiva “Gatos”, na Galeria Paulo Darzé. Salvador, Bahia.
2014– Coletiva “Percurso”. MACP/UFMT em Cuiabá. MT
2013- Performance no “Carnaval das artes”. Camarote Marta Góes.
2013- Salão Jovem Arte de Mato- Grosso. Prêmio de Aquisição “Inicio de Brasilia”
2013– O fermento e o tempo. Gabinete Português de Leitura em Salvador.
2013 – Mulheres a Frente do Seu Tempo – Cuiabá, Mato Grosso.
2013 – Art Expo New York – Ava Galleria – Nova York
2013 – Mostra de Arte contemporânea de artistas mato-grossenses.
2012 – Panorama das Artes Mato-grossenses (PAM)
2011- Macp – (Animação cultural e inventário do acervo) Aline Figueiredo H.
Espindola.
2005- Citação no \livro Iconografia das águas “o rio e suas imagens” José Serafim
Bertoloto.
2001 – Troféu Maria Muller- Mulher Cultura
2001- Sec. Estadual de Cultura.2000- Troféus ‘A Critica “Mérito Rondon/Prêmio Artista
Plástica do Ano 2
2000- Reminiscências de Cuiabá -mt
2000 – Projeto Prima Obra 2000-FUNARTE-Brasilia-DF
2000- Projeto Pequenas Obras-Belém-Pará
1999- Canning Hourse Gallery, Londres-Inglaterra.
1999- 18oJovem Arte, Cuiabá-MT.
1998- 17oSalão Jovem Arte, Cuiabá-MT.
1997- Espaço Moitará SEBRAE Center, Cuiabá-MT.
1996- 16oSalão Jovem Arte, Cuiabá-MT.
1999- Reunião SBPC, Museu UFMT, Cuiabá-MT.
1995- Artistas de Mato Grosso Galeria Dalva de Barros, Cuiabá-MT.
1995- Prêmio especial 1oSalão Fundação Júlio Campos, Várzea Grande-MT.
1995- 15oSalão Jovem Arte, 3o Prêmio, Cuiabá-MT.
1994- 14oSalão Jovem Arte, Prêmio Aquisição, Cuiabá-MT.
1994- Tudo é um Mato Só, MAC. Campo Grande -MS
1994- Tudo é um Mato Só, Fundação Cultural de Mato Grosso, Cuiabá-MT.
1993- Citação Bibliográfica; LIVRO INCOMUM DE JACOB KLINTOWITZ.

1993- 1aBienal de Arte Incomum, Mac / Sec. Municipal de Cultura – Goiânia GO.
1993- 1oGrande Prêmio, Salão Paiáguas. Cuiabá – MT.
1993- 13oSalão Jovem Arte. Segundo Prêmio, Cuiabá – MT.
1993 – Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT, Cuiabá-MT.
1993- Espaço Cultural CEF, ECO92 Rio de Janeiro – RG.
1993- Museu de Arte em Goiânia, Artistas de Mato Grosso- Goiânia-GO.
1992- Itinerante Interior do Estado, Projeto Unes Estado, UFMT-MT.
1991 – Biblioteca Central da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – SP
1991- Espaço Cultural Yazígi, Cuiabá-MT.
1991- 12oSalão Jovem Arte Cuiabá-MT
1990- Fundação Júlio Campos Várzea Grande-MT
1990- Galeria da Cultura, Sec. Municipal de Cultura, Cuiabá-MT.
1990- 11oMAC Museu de Arte e Cultura Popular da UFMT, Cuiabá-MT.
1990- Galeria da CEF. Cuiabá – MT
1990- 11oSalão de Jovem Arte, 2oGrande Prêmio, Cuiabá-MT.
1989- 21oFestival de Inverno, Belo Horizonte e- MG.

INDIVIDUAIS
2019. A linha do Tempo. Galeria Mdepósito de Arte – Aracajú SE
2017 – Brasil na casa da cultura – A via Sacra” Cairo-Egito.

2016- Galeria Tibaldi Arte Contemporânea – Roma Itália “ Memórias do Brasil-
Imigração Italiana no Brasil”

2016- Museu Palacete das Artes. Salvador Bahia. “ A Via Sacra”
2013- Gabinete de Leitura Portuguesa. Salvador Bahia. “ O Fermento e o Tempo”.
2012- SESC Arsenal- O Fermento e o Tempo.
2005- Chapada dos Guimarães tem História/ MT em Chapada dos Guimarães
2002- Carro de Saudades – Cáceres-MT
2000- Galeria Funarte – Brasília. “Projeto Prima Obra “
2000- MACP-UFMT, Reminiscências de Cuiabá no Ano 2000.
1992 – Itaú Galeria, Goiânia-GO.
1992- Espaço Cultura Cio da Terra, Chapada dos Guimarães.
1991- Núcleo de Arte Desembanco. Salvador – BA.
1990- Biblioteca Central da UFMT Cuiabá-MT
1990- Hotel Eldorado, Cuiabá-MT.